Antes de casar… o que fazer?

O post de hoje é especial para as moças que sonham com o casamento.

Olá meninas, tudo bem?

Hoje eu quero responder “uma perguntinha” que sempre recebo por email ou ouço nos aconselhamentos no dia a dia.

E a pergunta é: No tempo de espera o que devo fazer?

Então…

O primeiro passo é não permitir que a ansiedade consuma seu tempo e pensamento. Aprender a descansar no Senhor é fundamental e quando você descansa em Deus, você está dizendo: Deus, eu confio em Ti.

E aí, tem confiando em Deus? 

Além disso, este é o tempo mais oportuno para seu crescimento pessoal. Trabalhe muito para o Reino, invista muito tempo na Presença do Senhor, leia muito a Palavra e livros que auxiliem o seu conhecimento teológico, se aprofunde na comunhão com Deus. Ouça seus pais com amor e tenha muito respeito com aqueles que estão em autoridade sobre você, isso a ensinará a praticar a submissão e você honrará a Deus com esta atitude.

Faça cursos, viaje, aproveite o seu tempo em família e também com os amigos. Seja sensível as necessidades do seu lar, mantenha-o agradável, inclua em sua rotina os cuidados domésticos de um modo especial. Este será um grande treino para que você sirva futuramente a sua família, seus filhos e marido com amor.

Invista em você. Leia ou faça um curso de etiqueta, línguas, cuide do seu corpo e hábitos alimentares com equilíbrio, isto é saúde e não pecado!

Torne-se a cada dia uma mulher interessante. Vamos lá? Não perca tempo!

Não deixe para amanhã, pois os sonhos de Deus para sua vida são grandes e Ele aguarda você estar pronta para entregá-los.

Eu acredito que você se tornará a cada dia mais a Mulher Virtuosa que Deus a chamou para ser.

Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.

Provérbios 31:10

Esteja pronta, #EleVaiTeEncontrar

Tua Palavra é lâmpada para os meus pés.

E se este post te abençoou, deixe aí um recadinho nos comentários testemunhando para nós.

Mande para nós a sua “perguntinha”, nós queremos também responde-la. 

Com carinho, Cíntia Silveira.

 

Resumo da Semana #2

Olá, como foi a sua semana?

A minha foi tranquila e eu estou aqui para compartilhar um pouco dela com você.

Vamos lá?

Para começar eu quero contar e expressar mais uma vez a gratidão ao Senhor por mais um mês de namoro e amizade com o lindo (Paulo Lisboa), estamos felizes e gratos ao Senhor e também por cada um que ora e celebra conosco este presente que é a nossa unidade.

Seis meses – Boda de sonhos

E estamos como quem sonha mesmo.

A cada dia mais amigos e crescendo em maturidade. Descobrindo a delícia de caminhar, sonhar, planejar, esperar, passar por dificuldades tudo isso juntinho!

#CoraçãoGrato

Muito grato!

Seis meses de namoro uma vida inteira pela frente...

Seis meses de namoro uma vida inteira pela frente…

A semana está entranho em ordem e com isso  o tempo de devocional e leitura fica privilegiado. E isto é maravilhoso! Alimentar-se bem da Palavra diariamente nos traz força e sabedoria para lidar com as situações do dia a dia. Estar na presença de Deus é viver em plenitude de alegria.

#BíbliaJesusEmLetrinhas

#BíbliaJesusEmLetrinhas

E a receitinha que aprendi com a querida Andréia está fazendo um sucesso.

Banana com ovinhos, duas coisas que amo em uma receita só!

Ingredientes:

- Ovo

- Banana

Preparo:

- Amasse a banana, bata os ovos, misture e frite.

Sua panqueca está pronta!

E você pode brincar e criar. Eu já experimentei com queijo, com geleia e ficou uma delícia. Faça e me conte aqui o que achou, combinado?

Panqueca/Omelete de ovos com banana - Experimente!

Panqueca/Omelete de ovos com banana – Experimente!

E para finalizar…

Nesta semana em uma noite de chuva eu aproveitei para fazer uma pequena arte para a “Casa das Sete Mulheres”, fiz os envelopes com imã para colocar na geladeira e trocar recadinhos, mensagens e carinhos com as meninas da casa. Ficaram fofinhos, veja mais clicando aqui!

Envelopes para trocar carinho, encorajamento e  cultivar a comunhão.

Envelopes para trocar carinho, encorajamento e cultivar a comunhão.

 

Espero que tenham gostado, deixe aqui seu comentário, dúvida ou sugestão.

Conte para nós o que mais você deseja ver aqui no blog e um grande abraço!

Cíntia Silveira.

SÉRIE: REGRAS GERAIS DE INTERPRETAÇÃO BÍBLICA I

Cíntia Silveira:

Tive a alegria de escrever para o Blog do Abba, confira!

Publicado originalmente em Instituto Abba:

“De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos. Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti”.

Salmo 119: 10 – 11

Bíblia

Todo cristão tem em seu coração o desejo em prosseguir e conhecer a Palavra de Deus, pois ele reconhece e sabe que é através desta Palavra que os segredos de Deus são revelados a ele. Nesta série estamos compartilhando princípios para uma correta interpretação das Escrituras e você é o nosso convidado a mergulhar neste ensino.

Regras gerais de interpretação:

REGRA UM:TRABALHE PARTINDO DA PRESSUPOSIÇÃO DE QUE A BÍBLIA TEM AUTORIDADE

Tradição, razão ou Escrituras, consciente ou inconsciente é comum adotar umas das três citações como autoridade máxima ao estudar a Bíblia. Na Igreja Católica Romana, por exemplo, a tradição é o juiz e em boa parte do protestantismo é o racionalismo que ocupa este lugar, mas um cristão fiel…

Ver original 125 mais palavras

Recuperando o coração…

Olá, neste post vamos dar continuação aos estágios de recuperação no fim de um relacionamento, e se você ainda não leu os primeiros posts sobre o assunto clique aqui e aqui.

Vamos lá?

Antes de falar dos três últimos estágios, precisamos nos aprofundar no terceiro estágio que o estágio de CULPA.

No estágio de culpa se comete um erro muito comum que é o “amar por vingança”, vemos as pessoas entrando em novos relacionamentos prematuramente. E esta vingança se manifesta de três modos diferentes: Uma das manifestações é entrar numa nova relação tão somente para provocar no outro ciúmes. A pessoa entra na nova relação e faz planos e declarações apenas para gerar ciúmes no ex. Outra variante é agir com a nova pessoa da maneira com que era tratada(o) pela pessoa anterior ou alimentar uma relação em que se esteja no controle a fim de que ninguém mais possa o(a) ferir novamente.

Porém, a vingança não funciona nem um pouco. Pelo contrário, o ressentimento nos pune ainda mais, pois deste modo envolvemos um terceira pessoa na dor e a culpa somente aumenta.

A ampliação também é uma armadilha que ocorre após um relacionamento rompido. E quando isto acontece a pessoa começa a pensar que perdeu e que o outro está vivendo a melhor fase da vida enquanto ela apenas sofre. E isto gera um martírio no dia a dia.

O quarto estágio é a ADEUS e este estágio é sempre difícil de enfrentar, mas é preciso enfrentá-lo. E isto ocorre quando finalmente a pessoa reconhece: “acabou, ele(a) está fora da minha vida, e eu tenho que seguir em frente!”

Este é libertador!

O quinto estágio é RECONSTRUÇÃO e o sexto estágio é a RESOLUÇÃO, nestes estágios a pessoa finalmente está pronta(o) a falar do futuro e planejar.

Existe algo muito importante que precisamos saber…

Ninguém por melhor que seja deve ocupar o lugar de Cristo em nossos corações. Normalmente as dores se intensificam e as emoções nos controlam quando damos a outra pessoa o lugar que Deus deve estar. É saudável chorar pelas perdas o próprio Jesus chorou, mas ainda mais sudável é ter Cristo no centro de nossas vidas e saber que mesmo em meio a dor Ele está pronto a nos ouvir e consolar e enquanto descansamos n’Ele o futuro cheio de esperança já está pronto feito pelas mãos d’Ele para nós.

Recupere-se…

Deus tem sonhos maiores para você!

Recuperando o Coração

 (Adaptação do livro: Encontre a pessoa certa para você – H. Norman Wright – Capítulo 3)

Um abraço forte, Cíntia Silveira.

Resumo da Semana #1

Um novo ciclo acaba de iniciar em minha vida e eu desejo compartilhar com você que me lê.

Vem comigo!?

A semana começou cheia de amor e histórias…

Estivemos em Ouro Preto, uma linda cidade histórica de Minas Gerais. Foi um passeio maravilhoso e eu quero bis! (Viu amor!?)

Rolou no instagram…

Ouro Preto

O clima estava perfeito!

Ouro Preto

Conhecendo a casa onde viveu o “Aleijadinho” figura ilustre que fez história com sua arte na cidade de Ouro Preto.

Ouro Preto

Eu o lindo (Paulo) e uma fofura (Dog) que conhecemos em Ouro Preto.

Ouro Preto

E certamente a cidade ficou mais bonita, pois eu estava na companhia dele!

Continuando…

Uma novidade!

Estou fechando hoje a minha segunda semana em contato com o Instituto Abba e a cada dia tenho me sentido mais acrescentada pelo conteúdo aplicado. De fato venho aprendendo muito e me sinto muito grata por isto. É um presente trabalhar e estudar em contato diário com as Escrituras. Conheça mais do Abba clicando aqui!

Abba

Feliz em poder colaborar e aprender com o Abba! #CoraçãoGrato

Ahh! E aproveite e leia o meu primeiro post no blog do Abba, é só clicar aqui!

E sobre o nosso blog, muitos planos estão sendo colocados diante do Senhor para melhor divulgação e expansão do blog. Junte a nós em oração por estes projetos. Nosso desejo é alargar as fronteiras para que o nome do Senhor se torne cada vez mais conhecido.

Lojinha online

Nossas canecas fofas Dono do meu sorriso.

Lojinha online

Bolsas lindinhas Dono do meu sorriso.

Bem, e aqui na casa a alegria e gratidão tem tomado conta de nossos dias! A casa mineira ganhou um novo nome, juntamente com novas moradoras. Agora residimos na “Casa das sete mulheres”, somos sete moças vivendo este tempo especial aqui em Belo Horizonte.

Coisa de menina - Argila verde

Foca na beleza! Máscara de argila verde… e assim foi a primeira semana na Casa das sete mulheres. Na foto: Eu (acredite), Dani, Andreia e Bela. Ainda faltaram Pri, Aline e Wanessa.

Quadro de avisos - arte

E na nossa casa existe regras! Preparativos para nosso quadro de escalas, avisos e regrinhas. Devemos aprender e ser como nosso Senhor, Ele é organizado e nós devemos ser também.

 E este é o primeiro resumo da semana…

Espero que tenha gostado!

Se você gostou, me conte aqui deixando um comentário e eu continuarei trazendo post’s de resuminho para compartilhar meus dias com você!

Até logo!

Beijo cor de rosa, Cíntia Silveira.

O namoro acabou? Recupere-se!

Assim como o luto que passamos quando um ente querido morre, os estágios de dor do final de uma relação são previsíveis. E por incrível que pareça é saudável passar por estes estágios!

O livro “Encontre uma pessoa certa para você – H. Norman Wright”,  apresenta seis estágios pelo qual a pessoa passa quando há o rompimento de uma relação amorosa, e eu irei compartilhar neste post um pouco sobre estas fases com você.

Segundo o autor a dor maior será sentida nos três primeiros estágios. E após estes, a dor irá diminuindo… mas é importantíssimo que você caminhe para longe e não fique estagnado no estágio.

O primeiro estágio ele descreve como CHOQUE, ou estágio de impacto. Algumas pessoas ficam incapacitadas de realizar as atividades cotidianas e torna-se difícil até mesmo comer e dormir. É comum neste estágio a pessoa estar vivendo literalmente pelas emoções. O medo de ficar abandonado para sempre é presente e a presença de uma pessoa perto diariamente é importantíssimo para a recuperação.

Bem, se você se identificou com este estágio, saiba que o Dono do nosso sorriso é a sua melhor companhia. Ele está sempre presente, pois habita em você! E também nos deu muito irmãos, então não fique sozinho(a)!

O segundo estágio é LUTO, e este é um tanto longo, pois inclui chorar a perda daquilo que antes na relação compartilhavam e também daquilo que poderiam compartilhar. É comum inclusive neste estágio que a pessoa sinta raiva de si, de Deus e da pessoa que não entende o sofrimento que ela passa. A falta de esperança em uma relação futura também é presente neste estágio. Torna-se impossível imaginar um novo amor. A pessoa só tem uma vontade: morrer. É necessário passar por este estágio e seguir adiante aceitando de fato que o relacionamento acabou.

Se você se identificou com este estágio, eu declaro em nome de Jesus a sua restauração emocional. Levante a cabeça, pois Deus deu vida a você, uma vida abundante que vai além das circunstâncias. Então, passe pelo luto e tchau para ele.

Não entre na onda de provocar encontros “acidentais” com a outra pessoa; ficar pensando na outra pessoa ou naquilo que ela esta fazendo; estar na expectativa de uma ligação ou mensagem da outra pessoa; ouvir músicas que lembram vocês… enfim. Não, não e não! Não faça isso com você.

Se você se identifica com este estágio, ore em voz alta, fale para Deus tudo o que sente e o que deseja que Ele faça com estes sentimentos. Leia em voz alta as passagens a seguir: Isaías 26: 3; Efésios 4: 23; Colossenses 3: 1- 2; 2 Coríntios 10: 5; Filipenses 4: 6 – 9.

O terceiro estágio é o estágio de CULPA, sentimentos de culpa, ira, eles podem surgir contra si e contra a outra pessoa. Eles aprecem de forma variada como na compulsão por compras, por exemplo.  Em alguns casos comportamentos desenfreados surgem, como: comer exageradamente, ingerir álcool mesmo que antes isto não fizesse parte do hábito, e até conduta promíscua poderão se tornar presente. É infelizmente comum neste estágio que as pessoas tomem péssimas decisões movidas por impulsos de culpa e ira, agindo contra seus próprios valores e princípios.

Antes de falar dos outros três estágios de recuperação, ainda voltarei com um post relacionando o que mais o terceiro estágio, a CULPA é capaz de fazer com a pessoa durante o processo de recuperação.

Que o Dono do nosso sorriso seja o centro de suas emoções e o Espírito do Senhor guie suas ações e reações. Não se mova por emoções, pois Deus quer cuidar de você!

Até o próximo post!

O namoro acabou! Recupere-se!

 (Adaptação do livro: Encontre a pessoa certa para você – H. Norman Wright – Capítulo 3)

Um abraço apertado, Cíntia Silveira.

Meu namoro acabou, e agora?

Recupere-se…

É realmente muito difícil recuperar-se de uma relação rompida. Há momentos em você se pergunta: “Será que um dia meu coração vai estar curado?”. É uma dor intensa, como de quem enfrenta a morte; morte dos sonhos, dos planos, das esperanças. É uma parte da vida que vemos indo embora.

E ao contrário do que imaginamos o sofrimento atinge as duas partes envolvidas, o “rejeitador e o rejeitado”, ambos sofrem. Homem e mulher sofrem. Pois no rompimento a dor não faz separação entre homem e mulher ou posicionamento, mas ela atinge com mais intensidade aquele coração que mais investiu emocionalmente na relação.

A diferença aparece apenas no modo de lidar com este luto. Os homens, por exemplo, não refletem na autoestima o sucesso ou fracasso de uma relação, porém as mulheres se denunciam emocionalmente com autoestima desequilibrada quando algo não vai bem.

Pois bem, antes de continuar quero deixar uma dica a você que passou pelo rompimento de uma relação:

Não entre em uma relação futura se ainda existe em você sequelas da relação anterior. Você não irá conseguir nutrir um relacionamento saudável com uma nova pessoa se ainda há vestígios referentes a outra em seu coração.

Algumas pessoas perguntam: “Quanto tempo irá durar essa dor?”. Não temos uma certeza do tempo, da duração deste luto. Estudiosos dizem que a depressão por dores de perdas costumam durar a metade do tempo em que a relação durou, por exemplo, se o relacionamento durou dois anos a estimativa é que a pessoa esteja com as emoções completamente livres em um ano. Mas não se pode afirmar isto, pois cada pessoa, cada relacionamento é único. E sabemos que o Dono do nosso sorriso é o nosso Consolador e Ele pode transformar toda dor em lamento em alegria. Ele sempre faz que TODAS as coisas cooperem para o bem daqueles o amam.

Mas não é pecado viver o luto do fim de uma relação, o próprio Jesus chorou ao se deparar com a perda de um amigo. Então, passe pelo luto, ao passar pelo luto algumas cicatrizes emocionais até irão ficar, mas nenhuma ferida aberta irá permanecer. É extremamente necessário deixar as emoções vividas na relação morrerem, terminarem. Se você não deixar isto acontecer, vai ficar andando por aí carregando sempre um cadáver, e com o tempo isto irá cheirar muito mal!

Passe pelo luto, passe pelos estágios…

Até o próximo post onde irei falar dos estágios de recuperação.

Namoro acabou, e agora?

(Adaptação do livro: Encontre a pessoa certa para você – H. Norman Wright – Capítulo 3)

Um forte abraço, Cíntia Silveira.