Meu Devocional – Paulo para falando aos Filipenses (e comigo também!)

Sempre que lemos a Bíblia (Jesus em letrinhas), aprendemos e nos moldamos a Ele e aos propósitos do Pai para nossas vidas. No texto de Filipenses 4 nos versos de 1 ao 7, por exemplo, temos muitos para acrescentar em nossas vidas. Vamos ler juntos?

Portanto, meus irmãos, a quem amo e de quem tenho saudade, vocês que são a minha alegria e a minha coroa, permaneçam assim firmes no Senhor, ó amados! O que eu rogo a Evódia e também a Síntique é que vivam em harmonia no Senhor. Sim, e peço a você, leal companheiro de jugo, que as ajude; pois lutaram ao meu lado na causa do evangelho, com Clemente e meus demais cooperadores. Os seus nomes estão no livro da vida.
Filipenses 4:1-3

O Apóstolo inicia com uma saudação e orienta em amor duas irmãs para que caminhem em unidade e humildade, ele pede a um amigo que as auxilie para que caminhem coordenadamente, ou seja, no mesmo propósito. Nós precisamos muitas vezes em nossa caminhada agir como agente de pacificação e não o contrário disso, porém infelizmente muitas vezes somos tardios nessa tarefa, contribuído e disseminando mais confusão.

E este não é o plano de Deus, na vida cristã devemos andar em unidade, promovendo unidade em todo tempo. E deste modo, trabalhando para expandir do Reino como companheiros numa mesma missão e no mesmo propósito.

Em qualquer lugar que Deus nos colocar (hospitais, escolas, órgãos públicos, centros culturais, etc) e realizando seja qual for  tarefa ou ofício, devemos andar em unidade e humildade. Esta deve ser uma característica nossa, impressa, afinal, somos cristãos.

Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se!
Filipenses 4:4

Outra característica que o cristão deve expressar é a alegria, o contentamento. O apóstolo não repete a expressão “alegrai-vos”, à toa. Ele assim o faz para nos trazer a consciência de que em qualquer que for a circunstância temos o dever de nos alegrar, seja na bonança ou na escassez, a ordem é “alegrai-vos”.

Devemos permanecer em um estado de espírito contente, pois temos em Deus a segurança da provisão e do socorro em qualquer circunstância. Não podemos duvidar disso, pois Deus é sempre bom.

E eu fico aqui pensando o quanto as coisas de Deus são interessantes, falando do contentamento, por exemplo, o contentamento poderia ser um dom, mas Deus escolheu que não fosse assim, e eu creio que Ele assim o fez justamente para que nós aprendêssemos e decidíssemos estar contentes n’Ele, independente das circunstâncias, contentes por sermos d’Ele, por estamos com Ele e isso basta.

Seja a moderação de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor.
Filipenses 4:5

Nesses versos somos orientados a sermos moderados e o texto diz que esta moderação será um testemunho a todos. É nossa responsabilidade testemunhar, somos missionários, comissionados a levar as Boas Novas e isso implica a uma vida de exemplo e testemunho integral.

Ao finalizar ele diz: “Perto está o Senhor”, o que reforça a importância deste testemunho e o peso e importância dessa característica na vida de cada cristão. Estamos sendo lidos e visto o tempo todo.

Veja o significado real da palavra moderação no texto original:

Moderação: επιεικης epieikes
1) aparente, apropriado, conveniente
2) equitativo, íntegro, suave, gentil

Vamos refletir? Será que as pessoas estão vendo integridade, gentileza e suavidade em nós? Temos agido de maneira apropriada e conveniente? Somos moderados de fato em nosso viver? Vale a pena parar e pensar.

Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.
Filipenses 4:6

Não andar ansioso, não se preocupar com nada, outra recomendação importante, pois precisamos aprender a caminhar confiando no caráter de Deus e na sua bondade. Caminhando de fé em fé, testemunhando da fidelidade d’Ele para conosco. Fé é confiar no caráter d’Ele, de Deus. Não podemos vacilar na fé, pois uma vez que duvidamos, estamos dizendo: “Deus eu não confio que o Senhor possa fazer algo, eu não confio no Senhor!”

Não andemos ansiosos, precisamos dar uma ordem a nossa alma, e dizer: “Aquieta, eu confio no meu Deus!”

O apóstolo continua: “Em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus as vossas petições”, ou seja, podemos levar ao Senhor nossas necessidades e apresentar a Ele em oração tudo o que precisamos. E o apóstolo termina orientando “e pela súplica, com ações de graças”. Devemos estar conscientes de que quando apresentamos algo ao Senhor, Ele em sua soberania e onisciência conhece de antemão todas as nossas necessidades. Ele é o Deus que vê a nossa necessidade e provê, e nesta segurança podemos antes de receber render graças. A vida de um cristão deve ser embasada na gratidão, pois n’Ele temos a segurança e a provisão de todas as coisas. Ser grato é tudo o que podemos ser.

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.
Filipenses 4:7

Este verso é profundo demais.

Ele diz: “E a paz de Deus”, primeiro precisamos nos lembrar de que a paz para nós cristãos não é apenas um sentimento, mas sim, uma pessoa.

 JESUS, Ele é o Príncipe da Paz.

E o apóstolo continua: “que excede todo entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”, essa paz de fato excede nosso entendimento, uma vez que nossa mente finita não compreende a mente infinita de Deus. Uma mente que vê além de nós, além de nossas necessidades, antes de termos conhecimento das nossas necessidades quaisquer que forem elas, e em quaisquer circunstâncias, Ele já as conhece e já provê para cada uma delas. Por isso o mundo não compreende as pessoas não compreendem como um cristão mesmo em meio ao luto, mesmo em meio a uma aparente solidão, ainda assim ele consegue sorrir, ele consegue declarar palavras de amor e refletir a paz.

Minha oração é que esta breve leitura bíblica possa despertar em você e em mim um desejo infinito em prosseguir buscando e conhecendo a Jesus, e deste modo através do conhecimento da pessoa de Cristo, possamos ser transformados, moldados, para glória de Deus.

Vamos seguindo, sorrindo e vivendo os ensinos e propósitos do Pai para cada um de nós.

Filipenses Devocional

 Com amor, Cíntia Silveira.

O que o mundo lê em você?

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.
1 Coríntios 6:12

O que tem sido autoridade sobre nossas vontades, sobre nossos desejos e nossas paixões, já parou para pensar a respeito?

O texto bíblico está dizendo que temos permissão para todas as coisas, mas que não são todas as coisas que devemos admitir, aceitar e concordar. Me pergunto: “Temos de fato vivido nessa perspectiva ou estamos sendo levado pela “liberdade” de experimentar todas as coisas?”.

O que tem regido a nossa vida é a “liberdade” de ir e vir, de escolher, de ser e fazer tudo o que vier à cabeça ou somos maduros para a luz da Palavra discernirmos o que convém e o que cabe a nós como cristãos e sal e luz nesse mundo vivermos?

Pense…

Não tenha pressa.

Confesso que ao observar o mundo e a mim mesma, fico assustada com o modo em que essa “tal liberdade” nos leva fazer coisas totalmente “fora da casinha” e que não tem nada a ver com os princípios bíblicos qual fomos chamados para seguir e viver.

Basta observar, por exemplo, os perfis nas redes sociais e suas publicações. E sobre as fotos não vou nem comentar. Aliás, vou sim! Hoje quando olhamos uma foto de uma moça na rede social, não sabemos distinguir se é uma moça que conhece os princípios da Palavra de Deus e a essência da mulher cristã, ou se é uma moça que não tem conhecimento do seu valor e princípios de Deus para sua vida. Tudo é cheio de caras e bocas e de decotes e rendas íntimas aparecendo, as curvas bem presentes e marcantes e o olhar nem se fala. Eu lembro sempre de uma frase do Paul Washer que diz: “O modo como você se veste e expõe reflete exatamente a condição do seu coração”. A auto imagem é o cartão de visita de todo ser humano. Precisamos cuidar com que sinais estamos emitindo e o que temos representado, a quem temos representado.

E não para por aí, podemos observar nas nossas comunidades e congregações o comportamento nos púlpitos e também nos bancos. Em um extremo, bons locutores, ótima presença de “palco”, muita afinação, boas melodias e muito glamour. No outro lado, telefones e tabletes  roubando a atenção, corações críticos, donos da sabedoria que rejeitam qualquer ensino, afinal, estudaram muito e não tem nada mais a aprender com ninguém, logo, para que ficar atento a palavra ministrada pelo pastor? (Deus, tem misericórdia de nós!)

Nos lares, esposas com o comportamento totalmente vulgar e ao mesmo tempo intolerante ao marido. Se tornam vulgar, pois procuram andar, se comportar, se vestir, se transformar na moça da televisão, da revista e da internet. Perdem completamente sua essência buscando ser outra mulher, a mulher que julgam ser a que o marido admira e deseja. E assim o fazem, pois estão clamando por atenção e por se sentirem desejadas e cobiçadas pelo marido, protegidas e cuidadas por eles, mas não obtendo sucesso se tornam intolerantes, afinal o marido não a reconhece e cada vez mais a rejeita.

O homem com coração impuro e carnal pode até ver sensualidade nas fotos e capas de revista, mas a satisfação plena dele está na mulher que é dele e cujo a beleza está nela como um todo, e isso vai além de curvas e roupas sexy, mas está na essência, na companhia, no cuidado, e o prazer torna-se uma consequência.

E esse mesmo comportamento desencadeia muitas outras coisas, e a pior delas é o adultério. Um caso cada vez mais comum até mesmo dentro das igrejas.

Os homens totalmente acovardados e acomodados. Perderam completamente sua liderança. Não são capazes de desempenhar o papel para qual foram chamados a exercer, pois preferem se acomodar e deixar que suas esposas se tornem arrimo de suas famílias. Lamentável… quanta perda de valores. Homens tornem aos seus lugares, não sejam autoritários, mas sejam autoridades dentro de suas casas. Protejam, tragam a provisão, amem, cuidem, e ocupem o lugar que Deus deu a vocês. Sejam cabeça!

E eu poderia continuar citando muitos outros exemplos e realidades tristes que observamos no dia a dia em nossos arredores e própria vida.

Fato é que temos permissão para todas as coisas, mas que não são todas as coisas que devemos admitir, aceitar e concordar. O que tem regido a nossa vida e nossas escolhas? Como temos sido lidos e vistos por onde andamos?

Não podemos nos dá a essa “tal liberdade” e vivermos regidos por nossas vontades, por falsas “normalidades” desprezando o preço que foi pago para que eu e você sejamos luz e sal nesta terra.

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
1 Coríntios 6:19,20

Voltemos aos princípios da Palavra de Deus e expressemos ao mundo quem Cristo é com nossa vida integralmente. Que tudo que façamos possa refletir o Evangelho, as Boas Novas.

Este é o ano aceitável do Senhor e nós temos o compromisso de viver o ide, pregando a toda criatura. E para isso precisamos nos negar e fugir dessa “falsa liberdade” de ser e escolher e viver como quisermos.

Uma “liberdade” de ação que agrada a si mesmo não é de fato uma liberdade. É a mais traiçoeira forma de escravidão.

Muitos não pegarão a Bíblia (Jesus em Letrinhas) para ler e conhecer o Cristo. Mas eles O lerão e O reconhecerá em nossas vidas e ações.

O que o mundo lê em você?

O que o mundo tem lido em você?

Com amor, Cíntia Silveira.

Série: Ele me encontrou – Parte IX

Dia 07 de maio de 2014, o  primeiro assunto em comum surgiu…

A amiga preciosa que muito bem conhecia seu irmão, e que com a caminhada ia descobrindo cada vez mais da moça, sabiamente deu início a um assunto que despertou, digamos a “coragem” dos dois a compartilharem um com o outro suas “experiências”, “gostos”, “vontades”. E imagina qual foi o assunto? Conto depois, beleza?

E a partir daí uma amizade nasceu, outros encontros surgiram no dia a dia, afinal as atividades eram similares e rotina de ambos também. Seminário, escola de oração, almoço, culto, reunião, conferências, seminário, escola de oração, almoço, repeat…

E foi nesta rotina e nesses encontros que tudo começou a ser colorido pelo próprio Deus.

O rapaz sempre um verdadeiro príncipe, sabia fazer de uma maneira muito discreta e sútil ela se sentir especial dentre todas as outras colegas de curso. Os passos eram singelos, mas ela sabia que eram movimentos em direção a ela. E ela sabia também que mesmo com todos os sinais (sinais esses que a cada dia se tornavam mais evidentes), até que o rapaz dissesse a ela: “Eu quero ter um compromisso com você!”, ela deveria viver como se ele só estivesse sendo “legal”.

Foi fácil não, viu? Nessas horas conter as emoções foi uma escolha séria e certa que valeu muito a pena. Seguir os conselhos do Pai e caminhar de acordo com a Palavra d’Ele, foi fundamental para que tudo se torna-se cada vez mais real. Uma moça deve saber que o rapaz que nela está realmente interessado, buscará conquista-lá e a fará se sentir muito especial. Deste modo, ela não precisa se insinuar, se declarar, se precipitar.

Certa vez, o rapaz durante um dia comum almoçando com sua irmã e a moça, tirou da bolsa uma caixa de chocolates e disse: “Hoje na aula eu ganhei este presente, e eu sei que você gosta muito de chocolate, mas ainda está no seu período de jejum que acabará daqui há três dias. Então,vou esperar para poder comer este chocolate com você”.

Ela ficou sem jeito e também muito contente, pois percebeu que ele estava observando com atenção seu dia a dia. Afinal, ele sabia quanto tempo faltava para que ela completasse o jejum iniciado há semanas atrás. O rapaz ganhou com louvor mais um ponto nesse dia.

E não parou por aí…

Ao terminarem o almoço, ela se levantou deixando a caixa, afinal o chocolate era dele. E então ele disse: “Você não vai levar? Eu quero que você leve, é seu”. Ela respondeu: “Mas você ganhou de presente, é seu!” (detalhe ele ganhou de uma colega da classe e acompanhado de uma carta). Então, ele replicou: “Vai ficar com você e você vai me prometer que comeremos um bombom desse juntos, todos os dias!”.❤

Ela, sorriu, muito sem jeito pegou os chocolates, agradeceu e disse: “Combinado”.

Por dentro borboletas no estomago e coração acelerado e por fora ela afirmava a si mesma: “Está tudo bem, ele apenas está sendo legal!”

E nessa caminhada, muitos sinais, muitas atitudes lindas e singulares. Muito frio na barriga, muita expectativa até o próximo “encontro” e muitos desafios também. Afinal, ele apenas estava sendo legal!

Muitas vezes ela tinha vontade de compartilhar algo do dia com ele e pensava: “Vou mandar uma mensagem no whatsapp”,  mas se controlava e esperava até que ele a chamasse primeiro no aplicativo. Ela queria que ele iniciasse a conversa e não ela.

Talvez pareça bobo, mas ela sabia que as outras moças já faziam isso, ela também sabia que muitas moças que deram passos quando deveriam aguardar o passos dos rapazes, e que nos primeiros sinais entregaram seu coração, voltaram tristes, pois muitos desses rapazes que facilmente alcançam o coração de uma moça, não sabem cuidar bem dele.

E ela entendeu e decidiu viver de uma maneira diferente, decidiu guardar o coração e não se machucar mais, nunca mais…

Ele me encontrou Parte IX

Continua…

Com amor, Cíntia Silveira.

Nosso Casamento, um milagre.

Eu já não via a hora de contar para vocês…

Deus fez algo lindo demais!❤

Desde o início do namoro Paulo sabia da minha dificuldade de sonhar com o casamento (cerimônia e festa) devido minha realidade financeira e familiar. Quem acompanha o blog talvez saiba, mas  para quem não sabe, irei contar…

Eu perdi meus pais na adolescência. E isso mexeu muito comigo e como normalmente o pai da noiva faz a festa eu ficava sempre meio sem forças para pensar no assunto e me permitir sonhar com o casamento. Até que um dia Deus começou um tratamento em minha vida e veio restaurando muita coisa dentro de mim.

E exatamente um ano antes de eu conhecer o Paulo, Deus me disse que eu viveria este sonho. Deus também disse que Ele é o meu Pai.  Ele queria ter o prazer de me ver como filha vestida de noiva.  Apesar disso muitas vezes as circunstâncias me abateram. Até que um certo dia Paulo ministrou a minha vida durante o nosso tempo de oração novamente a respeito da paternidade de Deus e que Ele sendo o meu Pai faria o nosso casamento. Foi um dos momentos de oração mais lindo que vivemos.

E o tempo passou…

E com a meta de realizar o casamento até o final de 2016, oramos e entendemos que devíamos nos mover. Então, chegamos em Fortaleza em Março para recomeçar a vida do zero, após os anos de seminário e serviço voluntário no Reino.

E foi com apenas a fé e nada mais (literalmente) que fomos ver os possíveis locais e buffets, e não foi fácil gente. Pois tudo era sempre tão caro e fora da nossa realidade que a semana foi de choro. Cadê a fé? Sério, foi tenso. Eu não sabia mais onde estava a minha fé. Os dois zerados e sem emprego e com uma meta um sonho diante de nós, e “sozinhos”. Os pais dele, por exemplo, não poderiam nos ajudar, por mais que quisessem, pois a irmã do Paulo casa em Julho e os pais estão se esforçando para financiar o casamento dela, casamento este que também juntos geramos muito em oração.

Bom, depois de uma semana difícil, resolvemos descansar. E fomos visitar um casal amigo que manteve Paulo nesses dois anos de seminário. E que sempre foi benção e referência na vida dele em toda caminhada cristã. Fomos agradecer, matar a saudade e levar uma lembrança. No caminho, confesso que ainda machucados e tristes com as circunstâncias, começamos a orar no carro. Oramos muito, e eu chorava muito. Paulo dirigia e eu orando declarava que tenho um Pai! E ele concordando com a oração, seguia. Deste modo fizemos todo o percurso.

Chegamos ao nosso destino e tivemos um tempo gracioso com os irmãos, foi uma benção. Até que ao despedir deles, eles perguntaram pelo casamento. E nós tímidos respondemos que estávamos orando e que tínhamos uma meta de casar até o final do ano. A irmã então perguntou: “Conhecem o Alice’s Buffet? Lá é maravilhoso… etc etc” (eu lembrei do nome na hora, porque nas minhas pesquisas eu vi esse salão porém era um valor alto demais e eu nem fui atrás de conhecer kkk).

Então sorrimos e agradecemos. Mas ela graciosamente insistiu que fossemos lá. Pegou o telefone, ligou para lá dizendo que iriamos, e super sem jeito, fomos.

E…

Saímos como?  Tristes, claro. Porque o orçamento ainda estava bem acima da nossa realidade, e o que estava proposto estava longe do que sonhamos em questão de horário, cerimônia etc…

No caminho pra casa a irmã mandou uma mensagem perguntando sobre a visita ao salão. Então falamos das condições e agradecemos. Ela então respondeu: “Ah não, amanhã espero vocês aqui iremos lá juntos”.

Como negar a tão boa vontade dela em nos ajudar? No dia seguinte, retornamos ao local…

Chegando lá, ela começou a conversar… E muda cardápio aqui, mexe ali, tira isso, tira aquilo, diminui o outro, e depois começou a me perguntar da cor de toalha, qual móvel eu gosto, etc e etc. Quando a gente olha o orçamento…

Ficamos sem ação!!!

Tudo ficou pela metade do orçamento anterior e gente, exatamente como sonhamos. Jardim, final de tarde, bem intimista, bem romântico…❤

 Ficamos maravilhados!!!

 Maaass, cadê o dinheiro? Da entrada pelo menos? Não tínhamos nem R$ 50,00 no bolso kkkk.

Mas foi coisa de segundos, quando eu e Paulo distraímos de tudo e olhamos um pro outro como quem pergunta:

“Como faremos?”

 De repente a irmã tirou R$ 1.000,00 e disse: TA FECHADA A DATA!

Meu Deeeeus, ficamos sem ação, sem jeito, era constrangimento e alegria e tudo junto, mas acima de tudo vimos mais uma vez Deus movendo e respondendo nossa oração. Usando aquela irmã para dar o passo de fé por nós, quando nós não conseguíamos dar.

Paulo ainda tentou negar, muito constrangido, mas ela logo disse: “Deus me mandou fazer, não me impeça de abençoar!”

Saímos de lá sem a ficha cair. Sério mesmo!

O melhor lugar com o jardim que sempre sonhamos. Tudo com qualidade. E detalhe a dona do buffet também nos abençoou e me permitiu usar a suíte das noivas para eu me arrumar no dia. Gente, muito mais que sonhei!!!

Porém, faltava um valor significativo para ser pago (e os dois ainda sem trabalho). Só um detalhe! kkkk

A ficha não caia e a responsabilidade do contrato assinado… Nuh!

Sem contar os milhares de detalhes como roupa do noivo, flores para decoração, fotos, bem casados, lembrança de padrinhos, dama e pajens, lua de mel, enxoval, e tantos outros detalhes…

E a responsabilidade era grande, pois o valor restante do buffet estava em aberto e vindo em mente a cada suspiro. Paulo como homem e provedor começou a ficar meio inseguro. Ele pensava: “Meu Deus como vou pagar? E se o emprego demorar? O que meus pais vão dizer?”. Bem, os passos de fé precisavam ser maiores agora…

Combinamos então de esperar chegar sexta feira para contar aos pais dele e a minha família, pois o pai dele chega sempre dia de sexta feira a noitinha.

Mas nesse meio tempo eu lembrei dos meu pastores que sempre pediram que eu avisasse assim que marcasse a data.  Inclusive eles sempre falaram que fariam questão de me abençoar com o vestido de noiva e que estariam conosco em nosso casamento. Então, mandei uma mensagem logo, pois eles moram fora do Brasil. E no dia seguinte minha pastora me ligou.

E eu fui contar tudo como aconteceu…

Ela ficou muito feliz, disse sobre o vestido que viria com ela em junho e continuamos trocando ideias sobre o vestido, até que ela perguntou: “Filha, quanto ficou mesmo o buffet?”,  e eu falei o valor,  e também da nossa alegria e oração para começarmos a trabalhar para pagar o restante. Ela respondeu: “Filha, não se preocupe. Há uma semana Deus falou comigo e com pastor que iremos fazer seu casamento, então, não se preocupe, o casamento está pago!”

Gennnnte! Eu não sabia se chorava ou se sentava ou o que fazia… A ficha caiu… 16/10/16 casamento marcado.❤

Antes de desligar, ela orou comigo e disse:

 “O Senhor é o Teu Pai e Ele não divide a Glória d’Ele com ninguém. Por isso é Ele que está te dando tudo e fazendo o seu casamento!”

O Pai da noiva está fazendo tudo. O meu Pai está fazendo o meu casamento. Aleluia!

E ela completou: “Veja os modelos de convite que deseja e também os músicos para cerimônia. Nós queremos abençoar vocês com isto também!”

No dia seguinte ao contar para a Irmã que deu o primeiro passo de fé no buffet e nos abençoou quando fracos não conseguíamos caminhar. Ela ainda nos abençoou novamente com Cabelo e Maquiagem e o Bolo do casamento, e também rendas e pérolas para eu me ocupar com os preparativos. Tudo tem tomado forma, ainda faltam alguns detalhes, mas creio que tudo irá se manifestar no tempo devido.

Eu e Paulo estamos como quem sonha… Deus é fiel e fez mais do que pedimos ou sonhamos. Aleluia.

Estamos compartilhando com você detalhes da nossa história para testemunhar, glorificar a Deus e edificar a sua fé. Eu não sei qual é o seu sonho, não sei o que você tem aguardado, mas eu sei de Alguém que é mais interessado na sua alegria do que qualquer outra pessoa e até você mesmo. E Ele se importa em detalhes da sua realização.

Que nossa história possa encorajar você a caminhar pela fé!❤

“Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível”.
Mateus 17:20

E será real… clique aqui!

Preparativos nosso Casamento

Com amor e gratidão, Cíntia e Paulo.

 

Encare seus medos (Especial para Homens)

E aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher formosa à vista; E será que, quando os egípcios te virem, dirão: Esta é sua mulher. E matar-me-ão a mim, e a ti te guardarão em vida. Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti. E aconteceu que, entrando Abrão no Egito, viram os egípcios a mulher, que era mui formosa. E viram-na os príncipes de Faraó, e gabaram-na diante de Faraó; e foi a mulher tomada para a casa de Faraó. E fez bem a Abrão por amor dela; e ele teve ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos. Feriu, porém, o Senhor a Faraó e a sua casa, com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão.
 Gênesis 12:11-17

Quero destinar essa palavra ao meus amigos homens…

     Para entendermos o que se passa nesse episódio é importante explicar que o medo de Abraão era real. Os reis pagãos acreditavam que tinham direitos de possuir toda mulher que lhes agradasse, ou seja, Abraão realmente corria perigo o que justifica seu temor, porém a questão não é o medo em si, mas sim como Abraão reagiu ao medo que lhe sobreveio.

    Todos nós em algum momento da nossa vida nos deparamos com situações que nos causam medo. Medo de sermos reprovados, medo de seguir uma direção de Deus, medo de começar algo novo, medo de não conseguir liderar e sustentar uma família, medo de tomar decisões e etc. Sentir medo faz parte do ser humano e provavelmente isso nunca vai mudar. Não acredito que exista algum homem nesse mundo que não tenha medo. Por diversas vezes na bíblia Deus falou a homens que eles não temessem e se Deus falou isso a eles é porque estavam com MEDO.

    Portanto fica claro que você leitor não é o único que é desafiado pelos medos do dia a dia porém, como lidamos com o medo é que fará diferença em nossas vidas, pois infelizmente hoje vemos homens que se acovardam diante dos desafios que surgem diante deles, muitos homens fogem para não encarar os problemas que diariamente aparecem. Foi isso que Abraão fez. Sua mentira foi apenas uma tentativa de fuga para não encarar uma situação perigosa.

    Hoje muito homens mentem para si mesmo, mentem para não encarar a realidade, a realidade de que eles precisam amadurecer e reconhecer que não tem sido tão “homens” assim, pelo contrário tem sido meninos mimados que não conseguem assumir um relacionamento sério e duradouro com uma só mulher, mas defraudam e geram falsas esperanças. Não conseguem se empenhar em um emprego “comum” e honrado mas ao invés disso sonham com projetos que não lhe trazem esforço ou sacrifício.

    As tribulações da vida revelam o nosso caráter, portanto ao invés de fugirmos de problemas e de situações desafiadoras, nós homens devemos encará-las e agradecer por elas pois o apóstolo Paulo afirma

 “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança.”
 Romanos 5:3 e 4

    Não são os problemas que nos amadurecem, mas sim nossa postura diante dos problemas. Qual postura você tem tomado diante dos problemas e desafios que se levantam contra você?

    Meus caros irmãos, Deus deu a nós homens a coragem necessária para enfrentarmos e vencermos as adversidades que se levantam contra nós. Precisamos estar prontos para sermos os líderes que a nossa família espera, líderes com coragem necessária para protegê-los.

     Nosso mundo precisa de homens corajosos. Homens que reconhecem seus medos mas jamais se entregam a eles.

IMG_1093 2

Em Cristo, Paulo Lisboa Carvalho

Deus morreu…

Conta-se que o reformador alemão Martinho Lutero certa ocasião encontrava-se tão deprimido que a sua esposa, Catharina Von Bora ficou demasiadamente preocupada com ele.

Sendo uma mulher sensata e sábia, a esposa do reformador usou um interessante estratagema para despertar a atenção de Lutero e, desta forma, retirá-lo daquele estado perigoso de angústia e prostração. Vestindo-se totalmente de preto, a cor do luto, Catarina apareceu diante do seu esposo.

Intrigado com a repentina aparição da esposa naqueles trajes inusitados, por um momento Lutero esqueceu suas próprias desventuras e indagou à esposa: “Quem foi que morreu?” A resposta da esposa atingiu o paladino da Justificação Pela Fé com a precisão de uma lança: “Deus, Deus morreu!”

Refeito do susto provocado pela resposta, Lutero travou o seguinte diálogo com a esposa:

– Mas, Deus não morre! O que você quer dizer com isso?

– Ah, é… Lutero! Olha, eu o vi tão cabisbaixo, triste e desanimado, que pensei que Deus tivesse morrido!

A história conta que, neste momento, tendo assimilado a preciosa lição, Martinho Lutero abraçou carinhosamente a esposa e, em lágrimas, agradeceu a Deus por tê-la usado como instrumento para restauração da sua fé e confiança na direção divina em sua vida.

Caro leitor, uma esposa sábia faz toda diferença não é verdade? Provérbios nos ensina que a mulher sábia edifica a sua casa, mas com as próprias mãos a insensata destrói o seu lar. (Provérbios 14:01)

Por acaso você já se deu conta que ao contrário de Catharina existem inúmeras mulheres que em vez de ajudarem seus maridos em meio a crise, os afundam mais em conflitos?

Pois é, mulheres sábias podem ser bênçãos da parte de Deus na vida de seus maridos, todavia, mulheres tolas, podem contribuir com a ruína de suas casas.

Bíblia Alemã - Traduzida Por Martinho Lutero

Texto: Renato Vargens / Extraído da Página Reformata

Se comporte como uma esposa e Deus te dará um marido

“Se comporte como uma esposa e Deus te dará um marido”
Fernanda Brum
Gente, ouvi essa frase e lembrei de uma conversa que há poucos dias eu e Paulo tivemos. E sempre fico atenta ao que ele diz, pois como homem suas observações me acrescentam e ajudam a entender algumas coisas que ouço enquanto aconselho algumas moças.
Uma moça precisa saber que seu comportamento quando não adequado só afasta o rapaz. Rapazes gostam de moças que são discretas e é uma honra para eles “lutarem” para conquistar a sua amada. Mas hoje isso se tornou tão raro, tão escasso. E isso simplesmente pelo fato das moças não saberem se comportar…
Por exemplo, hoje as moças solteiras fazem comentários inclusive a respeito de homens comprometidos ou até casados que são absurdamente sem respeito. Elas se preocupam em estar bem apresentadas para que o rapaz as vejam bonitas, sendo que o rapaz em questão muitas vezes é até comprometido.
Oi?
Que motivação é essa minha irmã?
Quer estar bonita para o rapaz casado/comprometido? Sério produção?
Sério! E gente, me desculpe, mas não entendo.
Porém, infelizmente essa é uma realidade…
Não respeitam o cônjuge/noivo/namorado da amiga/líder/pastora ou ainda que não conheçam a esposa/noiva/namorada do rapaz, simplesmente não respeitam. Comentam sobre o rapaz entre as amigas, se preocupam em estar bonitas e interessantes na frente do rapaz, parecem que estão na esperança de que em algum momento (quem sabe fiquem solteiros) e elas tenham então,  uma oportunidade.
Moças, se comportem, de verdade. Se comportem como esposas.
Uma esposa que se dá o respeito e que sabe respeitar o seu marido e o marido alheio. Quando você estiver pronta, Deus trará o seu marido. Homens de Deus abominam certos tipos de comportamentos de mulheres. Eles dizem: “Não serve para mim, não aconselho nenhum amigo a chegar perto também”. Não queira ser conhecida como alguém que não sabe se comportar.
Não queira ser vista assim…
Se valorize e guarde seu coração em Deus. Deixe-se ser encontrada lá!
Fique pronta para viver o que Deus sonhou para você.
Você tem valor, seu valor excede o de finas joias…❤
Vou ser esposa
Com amor, Cíntia.